Aqui ao Luar...

Abril 17 2010

Estou à meia-hora, literalmente, à procura de inspiração, mas nada... a minha cabeça parece um completo vazio... nada, nada, nada. Ultimamente parece que sou assim com tudo, aliás, a minha vida é um completo vazio... mas como podia não ser?! Sinto-me ridicula perante os problemas dos outros, as vezes não sei como consigo ser egoísta ao ponto de me queixar de tudo quando há tantas pessoas a sofrer, não é como eu que me limito a ser uma adolescente, uma inconfomada com a mania que pode mudar algo muito maior e superior a ela, o mundo... Sou parva, não sou? Sonho com uma utopia, um mundo diferente. Sonho com conquistas, com uma vida melhor, persigo os meus sonhos mesmo sabendo à partida que estão condenados ao fracasso. Mas porquê? Porque sou uma idiota habituada a ganhar. É  a verdade... geralmente venço sempre... Será por isso que tenho tanto medo de tomar decisões, de continuar a sonhar com mais e melhor... não sei...mas é inevitável por mais desprepositado que pareça. Todos se divertem a julgar-me, a dizer que teriam feito diferente, que sou demasiado nova para saber o que quero, que nem tudo tem uma razão que eu deva conhecer, que há coisas das quais podemos apenas duvidar parcialmente, que não posso sentir raiva, que sou demasiado nova para falar ao mesmo tempo que o sou para estar calada, que tenho de estudar, que tenho de saber tomar decisões sem as poder tomar, que tenho de ser eu sem nunca o ser totalmente, que tenho de me integrar e esquecer os meus ideais... É justo?! Não sei... Porque haveria de saber?! Afinal sou nova de mais... A única coisa que eu nunca sou é boa em algo, por mais medalhas, por mais diplomas, por mais conquistas, há sempre alguém que me mostra que não sou ninguém neste mundo. Teimam sempre em me mostrar ''como é o mundo lá fora'', mas nem sequer me perguntam se quero mesmo saber como é... Teimam em dizer-me ''podes escolher, mas o melhor é...'' o melhor para quem?! Sim, para mim duvido que seja. Teimam em tentar descobrir quem sou, em defenir-me, quando nem eu o sei fazer. Em elogiar-me quando não o mereço e criticar-me quando eu já me auto-critiquei mais do que alguém possa imaginar... Quando digo para não se meterem olham para mim como se sentissem ofendidos e perguntam ''  Como assim?! Não somos teus amigos? Só queremos ajudar...'' ou '' Sou a tua mãe/teu pai!!!''. Quando decido desabafar limitam- se a virar-me as costas ou a dizer que não entendem, porquê? Porque os meus sonhos  e pesadelos são diferentes dos deles? Mas claro que eu não posso deixar de ouvir ninguém senão é o fim do mundo... E quando me irrito respondem-me logo que a vida é curta demais, que não me devo chatiar...Mas então porque é que quando se chateiam comigo não posso dizer nada?! Porque é que tenho de deixar que descarreguem tudo em cima de mim sem poder dizer ai?! Guardar segredos que me apertam a garganta?! Porque é que sou nova de mais?! Porque é que o mundo é assim?! Porque é que tem de se viver na desilusão?! Porque é não nos deixam continuar a acreditar no futuro?! Porquê...

 

P.S.: desculpem, mas hoje estou mesmo triste com tudo e com nada

publicado por qb às 23:47

(blog encerrado - novo blog: ''B's side'')
mais sobre mim
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16

21
22
23
24

25
26
28
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO